Vênus pode abrigar formas de vida, dizem cientistas

Cientistas americanos afirmaram, em um relatório publicado na revista Astrobiology, que pode existir vida no planeta Vênus, que tem a temperatura média de um forno em potência máxima. De acordo com os especialistas, micróbios podem sobreviver e se reproduzir, flutuando na densa e nebulosa atmosfera de Vênus, protegida por um filtro de compostos de enxofre.Os cientistas submeteram à Nasa (agência espacial americana) uma proposta para a realização de uma missão espacial para coletar amostras das nuvens de Vênus e, quem sabe, trazer venusianos à Terra. "Vênus é um lugar extremamente terrível. Se conseguirmos furar a barreira das nuvens ácidas até a superfície do planeta, iremos deparar com um calor insuportável, capaz de derreter chumbo. Também não haveria água lá", diz o professor Andrew Ingersoll, do Instituto de Tecnologia da Califórnia.Origem similar Mas não foi sempre assim. Vênus e Terra são, em vários aspectos, planetas semelhantes. "Novas teorias sugerem que os dois planetas começaram a sua existência de forma bastante similiar. Pode ter havido muita água em Vênus e muito gás carbônico na Terra", afirma Ingersoll.Tudo isso, no entanto, mudou. Na Terra, a vida nos oceanos absorveu o gás carbônico. Em Vênus, que está 30% mais perto do Sol do que a Terra, qualquer oceano simplesmente evaporou e o vapor d´água foi adicionado a um potente efeito estufa. Vênus tornou-se o irmão feio do nosso planeta. A sua transformação, ocorrida há bilhões de anos, deixou uma superfície em que a pressão é esmagadora.Mas, de acordo com Louis Irwin, da Universidade do Texas em El Paso, as mudanças em Vênus podem ter sido lentas. "O planeta pode ter sido parecido com a Terra durante tempo suficiente para desenvolver vida.? Uma vez estabelecidas, as formas de vida são capazes de se adaptar a qualquer ambiente, como ocorreu na Terra. Há dois anos, cientistas na Áustria descobriram bactérias vivendo e se reproduzindo entre as nuvens da Terra. O mesmo pode acontecer em Vênus.Adaptação Como a superfície do planeta ficou quente e seca, as nuvens podem ter se transformado no único refúgio para vida venusiana. As nuvens de Vênus se encontram bem altas na atmosfera, aonde a temperatura e a pressão são mais próximas à terrestre. Já foi detectada a presença de água neste meio ambiente, só que em meio a ácido sulfúrico concentrado. Atualmente, já se conhecem organismos que vivem em ambientes semelhantes na Terra.Outro obstáculo para a existência de vida seria o excesso de radiação solar. Dirk Shulze-Makuch, também de El Paso, acredita que os micróbios conseguem fazer uso de "um filtro solar químico" no local. No caso, os componentes sulfúricos. Os cientistas especulam que os organismos poderiam ter inclusive aprendido a se beneficiar dos raios ultra-violeta, assim como as plantas fazem na Terra para a fotossíntese.Mas será que um dia se saberá a verdade por trás das especulações? Louis Irwin e seus colegas têm uma proposta para a Nasa. "Nós enviaríamos uma sonda ao planeta para coletar amostras de nuvens, trazendo-as de volta à Terra. Se houver vida, nós a encontraríamos", afirma David Grinspoon, do South West Research Institute no Colorado.

Agencia Estado,

26 de maio de 2004 | 15h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.