Virgin anuncia vôos espaciais comerciais para 2007

O multimilionário Richard Branson, dono da Virgin Group, anunciou nesta segunda-feira que vai entrar no ramo dos negócios espaciais. Em 2007, disse ele, começará a funcionar uma companhia de vôos espaciais comerciais, e o aventureiro Branson, de 54 anos, já anunciou que estará na primeira turma de tripulantes.O preço das passagens para estas viagens, com duração de duas a três horas, será a partir dos US$ 208 mil, incluindo três dias de treinamento. Até agora, os únicos turistas espaciais foram o empresário americano Dennis Tito e o multimilionário sul-africano Mark Shuttleworth, que pagaram US$ 20 milhões cada um para voar num foguete russo.A Virgin, um conglomerado com atividades nos ramos de viagens, comunicações e entretenimento, fechou acordo com a Mojave Aerospace Adventures para obter tecnologia para o negócio. A espaçonave terá um projeto baseado no SpaceShipOne, que fez em junho passado o primeiro vôo espacial particular da história - com duração de 90 minutos.A Mojave pertence a Paul Allen, um dos fundadores da Microsoft. Segundo Branson, as conversações para adquirir a licença e a tecnologia para a Virgin produzir um aparelho como o SpaceShipOne levaram cerca de um ano. "Nas primeiras horas de sábado firmamos um acordo histórico (que possibilitará) construir a primeira nave espacial privada do mundo que ofereça serviços comerciais", anunciou Branson.A Virgin informou que o acordo deve render à Mojave US$ 25 milhões pelos próximos 15 anos, dependendo da quantidade de aeronaves construídas. A companhia de Branson deve investir inicialmente US$ 108 milhões na nova companhia, que deve se chamar Virgin Galactic.

Agencia Estado,

27 de setembro de 2004 | 16h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.