Vírus H5N1 surge em mais cinco cidades romenas

O laboratório de Weybridge, no Reino Unido, confirmou a presença do vírus H5N1 em sua variante altamente patogênica, transmissível aos seres humanos, em outras cinco localidades da Romênia.Segundo Nicolae Stefan, diretor do Instituto de Diagnóstico e Saúde Animal da Romênia, as amostras analisadas eram de aves mortas nas localidades de Dudescu, Ciocile e Bumbacari, do departamento de Braila, sudeste do país, e de Periprava e Agighiol, do departamento de Tulcea, no Delta do Danúbio.Em todas estas áreas foi decretada quarentena quando o vírus H5 foi detectado. Até o momento, na Romênia foram registrados pelo menos 16 focos de gripe aviária em cidades dos departamentos Tulcea, Braila, Buzau e Calarasi, todos no sudeste do país.Gripe comumAdrian Streinu Cercel, diretor do Instituto de Doenças Infecciosas Matei Bals de Bucareste, advertiu nesta quinta-feira que dentro de duas semanas deve surgir uma onda de gripe comum que atinge as pessoas, como ocorre todos os anos.Streinu Cercel se mostrou muito preocupado com o rápido avanço da gripe aviária rumo a Bucareste, cidade com 2,5 milhões habitantes, e chamou a atenção sobre o risco de que o vírus H5N1 se combine com o da gripe humana, gerando cepas novas muito perigosas para a população e que podem causar uma pandemia.   leia mais sobre gripe aviária

Agencia Estado,

15 de dezembro de 2005 | 11h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.