Vírus letal da gripe aviária encontrado na Croácia

Análises do laboratório de Weybridge, no Reino Unido, confirmaram que os cisnes encontrados mortos na Croácia nesta sexta-feira estavam infectados com o vírus letal H5N1 da gripe aviária, informa hoje o jornal Vecernji list, de Zagreb. Até agora não se sabia com que tipo de vírus da gripe aviária haviam sido infectados os 12 cisnes que foram encontrados, já sem vida, em um tanque de peixes 150 quilômetros ao leste de Zagreb.O H5N1, cuja presença foi confirmada também na Romênia e na Turquia, é a variante mais letal da gripe aviária. No entanto, ainda não foi confirmado se, no caso dos cisnes na Croácia, o vírus pertence ao subgrupo perigoso para os seres humanos. O jornal assegura que recebeu a confirmação de membros do "gabinete de crise" croata para a gripe aviária, mas também de fontes do instituto de Weybridge.Hoje teve início o sacrifício das aves dentro de um raio de três quilômetros da área onde foram encontrados os cisnes infectados. Além disso, foram colocadas em quarentena cinco aldeias e mais de mil pessoas nessa região."Em caso de doença das aves domésticas, adotaremos medidas ainda mais rigorosas, que serão aplicadas com ajuda da polícia e, se for necessário, do Exército", declarou Mate Brstilo, diretor do "gabinete de crise" croata para a luta contra a gripe aviária.

Agencia Estado,

22 de outubro de 2005 | 21h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.