Visão de aura pode ser simples sinestesia, diz estudo

A aura pode estar na visão dos sensitivos, e não em torno do corpo das pessoas, segundo pesquisadores do University College de Londres. O estudo, publicado na Cognitive Neuropsychology, mostrou que as pessoas com capacidade de ver irradiações ou halos coloridos em torno dos outros podem fazê-lo também sem a presença deles.Os pesquisadores levantam, com isso, a hipótese de que em muitos casos tidos como místicos ocorra um simples fenômeno de sinestesia, ou mistura de sentidos.Segundo Jamie Ward, um dos pesquisadores entrevistados pelo The Daily Telegraph, num caso analisado, uma jovem que via auras azuis e violeta quando encontrava pessoas conhecidas mostrou que o fenômeno acontecia também quando ouvia os nomes dessas pessoas, simplesmente.Certas palavras com forte peso emocional, como "medo" e "ódio", também desencadeavam reações cromáticas. As palavras normalmente associadas a emoções prazerosas faziam aparecer cores como rosa, laranja e verde no campo de visão da jovem. Já as que evocavam algo negativo, provocavam cores como preto, marrom e cinza.Ward não quis, com o estudo, desmascarar os que dizem ter poderes extra-sensoriais. O estudo até demonstra que "há algo de verdade" no que dizem os sensitivos quanto a auras, mas indica que há casos de sinestesia pura, quando as pessoas "vêem" sons, "escutam" cores ou "saboreiam" formas.

Agencia Estado,

31 de outubro de 2004 | 11h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.