Volta de turista espacial americano é adiada em um dia

Causa do atraso da volta do bilionário Charles Simonyi é um alagamento do local de pouso original

AP,

03 de abril de 2009 | 16h31

O bilionário turista espacial americano, no meio de sua segunda estada na Estação Espacial Internacional (ISS), vai voltar para a Terra um dia depois do planejado, por causa de um alagamento do local de pouso, disseram autoridades russas nesta sexta-feira, 3.

 

Veja também:

linkTurismo espacial é cancelado até segunda ordem na Rússia

link Bilionário dos EUA faz história com 2ª ida ao espaço

 

A Agência Espacial Federal disse que a cápsula Soyuz que traz o ex-executivo da Microsoft, Charles Simonyi, e dois outros tripulantes irá agora aterrissar no Casaquistão na próxima quarta-feira, 8.

 

Mikhail Polukhin, o chefe do Serviço de Resgate de Aviação e Espaço, disse que o pouso foi adiado porque o local original, perto da cidade de Arkalyk, foi afetado pelas enchentes de primavera. Polukhin disse que o local do pouso foi deslocado 135 quilômetros para o sul.

 

Simonyi, de 60 anos, vai retornar para a Terra com o astronauta americano Mike Fincke e o cosmonauta russo Yuri Lonchakov. Ele é o primeiro turista espacial a ir ao espaço duas vezes.

 

O bilionário, que pagou US$ 35 milhões pela viagem, pode ser o último turista espacial que os russos permitem que pegue carona para a ISS. Sua tripulação permanente deve aumentar de três para seis pessoas, impossibilitando a viagem do turista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.