IRD / Fabien Anthelme
IRD / Fabien Anthelme

Vulcão no Equador é o local mais distante do centro da Terra

Pesquisadores confirmaram o fato depois de expedição que, pela primeira vez, mediu a altitude exata do vulcão Chimborazo

FÁBIO DE CASTRO, O Estado de S.Paulo

07 Abril 2016 | 21h48

Qual é o ponto da superfície terrestre mais distante do centro do planeta? Se você respondeu que é o Monte Everest, errou por 1,8 mil metros. Um novo estudo feito por um grupo internacional de cientistas comprovou o que os especialistas já sabiam: o vulcão Chimborazo, no Equador, é o local mais afastado do centro da Terra.

O Everest, no entanto, continua sendo o ponto mais elevado do planeta em relação ao nível do mar, com seus 8848 metros de altitude. O Chimborazo, localizado a 180 quilômetros ao sul de Quito, é o ponto mais alto dos Andes equatorianos, com exatos 6.263 metros e 47 centímetros.

Embora seja cerca de 2,5 quilômetros mais baixo que o Everest, o Chimborazo fica mais distante do centro da Terra por um motivo simples: o planeta não é uma esfera perfeita. Com o "achatamento" nas regiões polares, o raio terrestre na linha do Equador é, em média, 21 quilômetros maior que a distância entre o centro do planeta e os polos.

Com o objetivo de confirmar se o Chimborazo é de fato o ponto mais distante do centro do planeta, uma equipe de cientistas da França e do Equador realizou, no dia 5 de fevereiro, uma expedição ao vulcão. Utilizando uma tecnologia de última geração, a equipe realizou pela primeira vez uma medição exata de sua altitude.

Os resultados do estudo foram divulgados na quarta-feira, 6, pelo Instituto de Pesquisa para o Desenvolvimento (IRD, na sigla em francês), que realizou a expedição em conjunto com o Instituto Geofísico da Escola Politécnica do Equador e com o Instituto de Geografia Militar do Equador.

Segundo os pesquisadores, o Chimborazo "perdeu" cinco metros em relação à sua altitude oficial, estimada na década de 1990, que era de 6.268 metros. Ainda assim, o vulcão permaneceu como o ponto mais distante do centro da Terra.

De acordo com os cientistas, o cume do Chimborazo fica a 6.384 quilômetros e 416 metros do centro da Terra, enquanto o topo do Everest fica a 6.382 quilômetros e 605 metros

Para obter a medida exata da altura do vulcão, com precisão de centímetros, os cientistas utilizaram técnicas desenvolvidas no campo da geodésia, a ciência que estuda a forma e dimensões da Terra.

Na expedição, a equipe foi acompanhada de guias especializados em altas altitudes, liderados pelo montanhista equatoriano Ivan Vallejo, conhecido por ter escalado, sem suprimento de oxigênio, os 14 picos com mais de 8 mil metros de altitude existentes no mundo. A façanha, conhecida como "desafio 14", foi realizada entre 1997 e 2008.

Graças às boas condições meteorológicas, a equipe conseguiu fixar uma antena GPS no cume do vulcão e obter, ao longo de duas horas, os sinais de satélites necessários para a medição. Algumas semanas depois, os cientistas conseguiram obter a medida exata do Chimborazo.

Segundo eles, além de confirmar que o local é o mais distante do centro da Terra, a medição precisa ajudará a estudar, no futuro, eventuais variações na altitude do vulcão, especialmente no contexto de mudanças climáticas.

Mais conteúdo sobre:
Monte Everest Equador Quito França Terra

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.