WWF atribui inundações e secas a mudança climática

As condições meteorológicas extremas que têm atingido a Europa com secas e incêndios nos países do sul e chuvas torrenciais nos Alpes e na bacia do Rio Danúbio são resultado da mudança climática provocada pelo modelo energético escolhido pelos seres humanos, afirmou nesta sexta-feira a organização ambiental WWF.O relatório Mudança climática e fatores meteorológicos na Europa, divulgado pelo Fundo Mundial para a Natureza (WWF), mostracomo a abundância de desastres que caracterizam os últimos anos no continente se encaixam nas previsões científicas mais pessimistassobre as conseqüências do aquecimento global.A concentração de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera cresceu 36% em relação à era pré-industrial. No último século, a temperatura média do planeta aumentou 0,6 grau centígrado; e a da Europa, 0,95 grau.De acordo com os registros históricos, o aquecimento parece progressivo. Os dados mostram que os oito anos mais quentes da história da Europa se concentram nos últimos 15 anos.O aumento da temperatura é geral, porém, mais forte no sul que no norte do continente. A variação se traduz em um comportamento ´esquizofrênico´ das chuvas.Enquanto na Espanha, na Itália e em Portugal as chuvas diminuíram 20% durante o último século, no norte da Europa aumentaram entre 10% e 40%.Verão extremoAs projeções científicas citadas pelo WWF indicam que este contraste é mais extremo no verão, com secas mais severas e maior risco deincêndios, além da diminuição das colheitas no sul e de chuvas torrenciais mais freqüentes em direção ao interior do continente."Nunca teremos 100% de certeza sobre a relação direta entre estes fatos e a mudança climática. Mas já há exemplos claros dos cenários que os meteorologistas previram nos últimos anos", constata o relatório, que prevê uma deterioração cada vez maior da situação caso as emissões de CO2 não sejam reduzidas.Para o WWF, a primeira tarefa deve ser a troca do modelo energético e a substituição dos processos produtivos baseados em combustíveis fósseis - carvão, petróleo ou gás natural - responsáveis, segundo seus dados, por 39% destas emissões na União Européia, por fontes "mais limpas" e tecnologias "mais eficientes".  mudanças climáticas

Agencia Estado,

26 de agosto de 2005 | 12h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.