<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1659995760901982&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

WWF vê mistura química desastrosa no Ártico

O Círculo Ártico está se caracterizando como um depósito de dejetos do planeta e os pesquisadores temem que a mistura aleatória de resíduos químicos ali tenha conseqüências desastrosas.A região já tem concentrações químicas mais elevadas do que vários países de onde se originam os resíduos, revelou um estudo feito pelo Fundo Mundial para a Natureza (WWF)."O preocupa especialmente é o fato de as substâncias químicas modernas encontrarem no Ártico em elevado grau de concentração com produtos que foram eliminados há décadas em nossos países, de modo que existe o risco de que haja combinações prejudiciais", afirma o relatório do WWF.Segundo o WWF, exames realizados em ursos do Ártico canadense e norueguês apontaram resíduos de antigos pesticidas, que podem colocar em perigo o sistema imunológico e hormonal dos animais.O relatório A ponta do iceberg: a intoxicação química do Ártico, lançado na Alemanha, revela que os resíduos tóxicos chegam à região pelo ar, por rios, correntes marinhas, blocos de gelo e animais migratórios.

Agencia Estado,

18 de fevereiro de 2005 | 13h52

Selecione uma opção abaixo para continuar lendo a notícia:
Já é assinante Estadão? Entrar
ou
Não é assinante?
Escolha o melhor plano para você:
Sem compromisso, cancele quando quiser
Digital Básica
R$
0, 99
/ mês
No primeiro mês
R$ 9,90/mês a partir do segundo mês
  • Portal Estadão.
  • Aplicativo sem propaganda.
Digital Completa
R$
1, 90
/ mês
No primeiro mês
R$ 19,90/mês a partir do segundo mês
Benefícios Digital Básica +
  • Acervo Estadão 146 anos de história.
  • Réplica digital do jornal impresso.
Impresso + Digital
R$
22, 90
/ mês
No primeiro ano
R$ 56,90/mês a partir do segundo ano
Benefícios Digital Completa +
  • Jornal impresso aos finais de semana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.